9 de março de 2010

"Dia das Mães"

"Ser mulher é uma questão, eu diria, filosófica. Existencial, essencial... Filosófica porque todos temos uma visão diferente sobre isso, e tais questões se aprofundam mais a cada fagulha lançada.
Existencial e Essencial devido ao fato de fazermos parte da origem da vida. Convenhamos, povo, sem os homens nós também não existiríamos, portanto é uma permuta.
Mas nossa existência cria e educa nossa essência, como um puppy. Nossos moldes, nossas personalidades são resultados de lutas e vitórias que cicatrizaram, ou não, durante nossa passagem pela terra..!
Ser mulher, hoje em dia, é ser discípulo de Darwin, pois é acreditar que somos capazes de adaptarmo-nos ao meio em que vivemos, mesmo que nossos pensamentos e atitudes sejam contrários, tendo a sutileza e sabedoria para administrar e lecionar a nossa opinião, mudando assim a vida de nossos filhos, maridos, namorados, amigos etc.
As mulheres, como dizem essas mensagens clichês, são sim MARAVILHOSAS, mas não seriam nada sem os homens.


Uma mulher sem seu filho perde a alegria de viver.
Uma mulher que perde seu marido, fica sem rumo por um bom tempo.
Uma mulher que perde seu amigo, perde mais risadas, perde confiança.


Uma mulher, geralmente esquece o amor próprio, junto com a raiva, o ódio, a intolerância etc. Mas pra mim, bendita é a pessoa que, na vida de uma mulher, consegue suprir esse esquecimento."



Roberta Scheer